domingo, 28 de março de 2010

FUXICO DE BORBOLETA EM BROCHE.


Katia veste seus "bebês"!
Yes!!

Excelente domingo.
Tamara e Katia.

GEEEEEENTE, OLHA ISSO!!!!!!!!!!!!!

Muito fofo!!!!

A VERINHA ADORA UM FUXICO!!

Não conta pra tia Katia.
Beijos e ronrons.

Tamara e Verinha.

FUXICO DE FLORES EM MALHA.

Olha só os detalhes!!!
Parece um docinho de marzipan!
Essa Katia...

Tamara.

CARA DE BURGUÊS... EU?!?!?!

Esse é o Sebastian.
Não liga para rótulos.
Quer saber é de cafuné.

Cara de "pobre ou burguês", gato quer mesmo uma família, um dono.

Tamara.

FUXICO DE BORBOLETA.

Com crochê e gliter?!
Assim eu não aguento...

Tamara.

CARA DE POBRE... EU?!?!?!

Mas o nome é de burguesa:
Maria Eduarda!
Muito querida.

Tamara.

FESTIVAL DE FUXICOS!!

Katia em ação!
Yes!

Tamara.

sexta-feira, 26 de março de 2010

A PASCOA TA CHEGANDO!! COELHINHOS E OVO DE FUXICO

Olha que lindo!
Que criatividade, você pode ver o passo a passo na Artemelza , la tem coisas incríveis, eu recomendo.
bjinhos.

quarta-feira, 24 de março de 2010

QUE FUXICO É ESSE EM CIMA DA RAQUEL??

Que lindo!!!
Parabéns tia Katia!!

Raquel e Tamara.

FUXICO DE GATO!!!!!

Bem de perto...
Espetacular!!!
Katia, demais!!!

Abraço.
Tamara.

domingo, 21 de março de 2010

ANJOS EXISTEM !!!!!

Faço caminhadas em um ginásio perto da minha casa(onde encontrei a Lina) lá tem muitos gatos, geralmente são abandonados por seus donos principalmente as crias indesejadas, mas existem dois anjos que cuidam deles dando ração, agua, remédios, e principalmente amor, são chamadas de loucas, as vezes levam pedradas dos moleques da rua, mas com tudo isso elas estão lá firme e forte, essa da foto e D.Regina e outra e D.Ana. Para mim são anjos disfarçados. Minhas reverencias e admiração a essas duas mulheres.

MINHA BEBEZINHA.

Esta e a Lina na verdade Natalina, ele cruzou meu caminho no dia 24 de Dezembro de 2008 ela foi jogada fora ainda bebezinha acredito que não tinha nem 1 mês, estava fazendo minha caminhada quando a vi numa caixinha miando desesperada, não resisti, estava cheia de sarna com fome, e agora esta linda é a minha bebezinha. Aos poucos vou apresentando meus filhos gatos. bjinhos .

sábado, 20 de março de 2010

FUXICO DE BORBOLETA!!!!!!!!!!!

Olha que coisa mais linda e fácil de fazer, você pode enfeitar blusas, bolsas enfim use sua imaginação. Essa dica eu consegui na Revista FUXICO da Editora Escala.
Bjinhos e ate a próxima postagem.

sexta-feira, 19 de março de 2010

OS FELINOS

Os felinos docemente me perseguem desde a infância.
De todas as cores variedade de pelos invariavelmente vira-latas.
Sagrados no Egito em minha casa ocupam altares profanos.
Principalmente a cama.
Ricardo Mainieri
Faço minhas as palavras do Ricardo
Esta é Séfora, ela tem 10 anos e é bem temperamental, quando está
deitada na cama ai do gato que ousar deitar também.
Olá, eu sou Kátia Araújo
achei que essa poesia seria um bom começo para minhas pastagens
aos poucos vou postando sobre esses meus dois amores fuxico e gatos.

domingo, 14 de março de 2010

HISTÓRIA DO FUXICO.

O fuxico é o nome dado a um tipo de artesanato feito com tecido, agulha, linha e muita, muita paciência.

Sua origem é incerta. Não se tem registro de onde e nem de quando esta idéia de reaproveitar retalhos de tecido começou. Sabe se apenas que hoje em dia ele é feito em várias partes do mundo.

Aqui no Brasil recebeu este nome porque era feito por grupos de mulheres, que se reuniam nas horas vagas, para confeccionar com as sobras de tecidos, toalhas, tapetes, colchas e o que mais a imaginação criasse. Enquanto trabalhavam, também falavam, por isso o nome "fuxico" (fofoca). Mas não fofocavam, como se quer fazer acreditar, e sim discutiam sobre seus problemas do dia-a-dia, além de incrementar a renda doméstica, vendendo para amigas os trabalhos por elas produzidos. Além do uso na decoração, ele também passou a ser utilizado na confecção de roupas. Sinal de que, mesmo que a indústria têxtil produza tecidos altamente tecnológicos, o artesanato não sai de moda.

O fuxico é feito principalmente nas cidades pequenas pois, por ser totalmente artesanal, requer tempo e isto hoje em dia está cada vez mais escasso nas grandes cidades. É no interior do país que se mantém a tradição.

Mas, seja no interior, ou na cidade grande,uma coisa é certa, nenhum país produz tanto fuxico como o Brasil. Talvez pelo fato do brasileiro ser tão habilidoso para o artesanato, criativo para transformar a matéria ou ter sempre que dar um jeitinho para superar o desemprego.

Olá!! Tudo bem?!
Achei essa informação na internet e o autor é desconhecido, ok?!
Espero que vocês gostem!!
Beijos.
Tamara.